segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A cena contemporânea.

O teatro brasileiro caminha para uma nova perspectiva de criações e experimentações, verificamos que os grupos de teatro estão cada vez mais aprimorando as suas experiências cênicas em busca de uma renovação do já desgastado "naturalismo" que ainda tem grande espaço nas encenações contemporâneas. A distância entre palco e platéia, entre espectador e ator está se dissolvendo para dar espaço a uma interatividade muito maior, essas encenações estão partindo para uma releitura da comunhão do teatro da Grécia antiga, uma dionisíaca atual. 
Podemos, por exemplo, analisar o caso do Teatro Vertigem que com suas encenações em ambientes que anteriormente eram utilizados para fins específicos, essa experiência causa grande estranhamento nos espectadores, mas ao mesmo tempo torna a cena muito próxima do tangível, o espectador está tão próximo que é capaz de sentir o cheiro, de tocar a cena, o ator. O Vertigem trabalha com a pesquisa aprofundada nos temas que nortearam sua dramaturgia e encenação, no caso da peça "Apocalipse 1, 11" eles utilizaram um presídio abandonado para a apresentação da peça. Com essa interatividade dos espectadores, com o ambiente "pesado" que norteia o imaginário das pessoas, eles puderam sentir o cenário real da peça e se envolver com a história que era encenada sem perder o foco de que se tratava de uma representação, sem a intenção de "iludir". O objetivo com esse tipo de trabalho é criar a sensação de "apresentação" e não "representação", pois deslocando o espaço cênico da tradicional "caixa italiana" eles causam a sensação do "aqui" e "agora" em quem assiste ao espetáculo. A tentativa de trazer os espectadores para uma apresentação mais intensa tem por essência a conscientização de uma reflexão posterior do espetáculo por parte de quem o assiste. 
Temos que fazer peças que contenham o caráter social, a denúncia, a expectativa, a desilusão, peças que contenham os sentimentos e as reflexões oriundas da eterna "espera" do ser humano.
Como o Vertigem vários outros grupos realizam esse trabalho de experimentação e aplicação de novas "formas" para o fazer teatral e com isso quem ganha são os espectadores que poderão sempre contar com a criatividade e a renovação dos palcos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário