segunda-feira, 11 de junho de 2012

Afirmação

O céu negro me faz refletir sobre o que eu não entendo, como no firmamento tantas luzes vagam sem se encostar, ordem e brilho sem se ofuscar.
Nessa vida passamos querendo firmar, tentando brilhar, achar um lugar, porém quando tudo por um fio está, apenas lagrimas escorrem sem parar, não há lugar que se crie ou se imagine que abrigo venha nos dar.
É chegada a hora de tentar, enfrentar e mais um dia acordar, errando por tentar, sem omissão, despachando a depressão, eis que ouço um novo som, ruido alto e inalterado de um coração que bate acelerado, uma luz forte ofusca minha vista num vejo nada, silêncio...
Escuridão, 3 segundos de inquietação, luz total, assombração, quanta gente em comunhão, olhando pra gente com admiração, como é bom ser do Teatro de corpo, alma e coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário